sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

7º dia - travessia da cordilhiera

Neste dia cordei as 7 horas, quando terminava minha diaria no hotel, arrumei tudo cuidando para nao esquecer nada e ainda esqueci a toalha de banho, sem contar que na noite anterior revendo meus documentos descobri que tinha esquecido a carteirinha de vacinacao internacioal, sendo assim nao poderei ir ao Peru e Bolivia, fiquei puto, mas a viagem ja estava ficando com o tempo espremido pra fazer tudo em 30 dias, entao tenho um motivo para uma nova viajem em outra epoca. Ai talvez ficando em hoteis.
Tudo arrumado na moto sai as 8 horas com destino a aduana para fazer os tramites e quando chego la, estava tudo parado pq nao tinha luz, fiquei ate as 14:45 ate ser liberado, ja com medo de anoitecer na cordilheira.
As fotos do caminho ate a aduana.





Estas fotos sao de uma represa do lado argentino da coredilheira.
Subindo as cordilheiras percebi que a moto comecou a perder potencia, nao adiantava acelerar que ela nao acelerava, o geito foi ir devagar para economizar combustivel, ja que eram 240km sem posto e eu estava com 6 litros de reserva, sendo que tinha abastecido a 70 km antes da aduana, ou seja o meu conbustivel tinha que dar para 310km, fiquei com medo, mas segui.
Fui subindo e avistei o primeiro gelo na mesma altura que eu estava, nao estava frio. logo depois vi uma placa indicando 4000 mts de altitude, se nao fosse pela moto eu nao tinha percebido, pois nao tive nenhum problema com altitude, ate sair sa moto pra bater algumas fotos, percebia que ficava cansado com poucas pernadas, depois dos 4000 mts a potencia da biz caiu mais ainda, achei que teria que empurar, pois, quando eu parava tinha que empurar com os pes no chao para comecar a andar e assim foi ate 4753mts de altitude.
Neste dia foram 309km rodados, gracas a aduana argentina.