segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

8º e 9º dias

Oitavo dia.

Depois de uma noite dormida em pedaços pq tinha um bicho andando em volta da barraca, provavelmente um gamba, raposa ou qualquer outro do tipo, não deu pra saber o que era pq sempre que eu me mechia na barraca que ele estava por perto o bicho saia correndo. Levantei o acampamento lá pelas 8:00 e peguei a estrada, fui até La Serena no litoral do Chile, uma cidade até que bonita, fui procurar um lugar pra trocar os dolares por peso, passei em um posto e o cara me disse que no Mall (Shopping dos chilenos) teria uma casa de cambio, fui até lá, estacionei a biz em cima da calcada ao lado de outras 2 motos e fui ate um dos bancos que tinham lá, a atendente me disse que nao tinha ali casa de cambio, ai o segurança me indicou uma ficava na rodoviaria que fica ao lado do Mall, cheguei la e só abriria as 10:30, tive que esperar 1 hora até abrir, troquei o dinheiro e fui a uma lan-house pra dar noticias a minha mãe de onde eu estava e também atualizar o blog, fiquei umas 2 horas e depois fui abastecer e procurar um lugar para comer, achei um lugar na saída da cidade bem simples, porem a comida estava gostosa, foi pollo (frango) com arroz, salada  e pão françês e uma sprite 1,5l, tudo saiu por algo em torno de R$12,00, depois disso peguei a estrada e fui até onde deu. Ja estava se pondo o sol quando cheguei a uma estação de apoio a caminhoneiros da concessionaria de pedágio da ruta 5, montei a barraca na parte de traz da estação, tinha chuveiro, tomei um banho e como tinha deixado a toalha no hotel da Argentina o jeito foi me enxugar com as roupas que eu tinha usando.

 Usina eólica. Tinha um vento lateral muito forte na rodovia que passava ao lado desta usina. Deu medo...



Depois fui pra barraca e dormi até o sol nascer, desta vez sem ser importunado por bichos ou barulhos estranhos. Neste dia na rodovia um grupo de São Paulo de 3 motos com um casal em cada uma passou por mim na estrada buzinaram e uma das garupas passou filmando. Neste dia rodei uns 450km em virtude das paradas na parte da manha, das cidades que passei o que me chamou a atenção foi a beleza da estrada entre a aduana e a cidade de Vicuña, que é cheia de parreirais de uva e uma vegetação(arvores) muito bonita, e a cidade de La Serena, Copiapó não merece fotos, uma cidade feia.


Nono dia.

Acordei bem disposto desmontei minha barraca e peguei a estrada, por volta as 10:00 da manha o grupo que tinha me passado no dia anterior me passou novamente cumprimentaram e foram embora, chegando a Taltal ja no litoral, onde eu pegaria a Ruta 1 que costeia o pacifico até uma cidadezinha onde peguei a B-70 em direção a Ruta 5 novamente para chegar a Antofagasta, parei em um posto pra abastecer e lá estava o grupo novamente, fazendo uma boquinha, abasteci e peguei a estrada, uns quilometros a frente me passaram novamente e não os vi mais.  Cheguei em Antofagasta já no entardecer dei uma volta meia rápida pelo centro da cidade e peguei a Ruta 1 que me levaria no dia seguinte até Iquique, acelerando tudo pra ver se achava um lugar pra acampar antes do anoitecer e que me protegesse do forte vento que sopra no litoral, achei uma pedreira a uns 300 mts da rodovia e la montei a barraca e esperei o sol se por no pacífico, o que era um dos meus objetivos na viagem, vi o sol se por e fui pra barraca, novamente teria um noite com interrupções no sono, pois algumas vezes na noite rolaram pedregulos das encostas da pedreira, oque me deixava preocupado pq em caso de terremoto poderia rolar pedras maiores até a barraca.
Neste dia foram 650km rodados.

Fotos do nono dia







  Ruta 1 a beira do pacifico entre Taltal e Antofagasta





 Porto de antofagasta - Chile
 Antofagasta - Chile

Forte em Antofagasta - Chile

Na foto esta a cena que eu queria ver ja fazia um tempo. O por do sol no Pacífico.