terça-feira, 26 de janeiro de 2016

31° dia de Montevidéu a Punta Del Este 210 km

10 de janeiro de 2016




             Desmontei o acampamento e segui até Montevidéu, distante 70 km dali, ao chegar na cidade fui entrando em ruas que davam para o mar para ver alguns navios abandonados que estão pela orla e depois segui para o centro, que eu já tinha visitado no ano anterior mas que merecia outra visita e também para procurar uma igreja que eu tinha visto pelo Google Earth.











               Cheguei no centro e fui para a Praça Independência tirei algumas fotos e saí por uma rua que ia na direção de onde eu achava que ficava a igreja, segui por alguns quilômetros e por fim cheguei a outra avenida de onde se via o topo da igreja, que é vermelha, ai fui seguindo ela até achar ela.










              Após visitada a igreja, que é uma das poucas construídas pelos jesuítas ainda de pé e em bom estado, segui para a orla, rodei bastante até achar o letreiro MONTEVIDEO, estacionei a moto e fui lá tirar uma foto, na volta quando eu estava descendo um pessoal que tinha estacionado o carro ao lado da moto perguntou se eu era de Guaramirim, respondi que sim e o cara que até então eu não conhecia fisicamente me falou que ele entrou em contato comigo pelo face dias antes da viagem. Sentamos ali e conversamos a respeito das nossas viagens e de fatos engraçados, como o fato de o nome de um deles ser Ramon e de quando os Uruguaios perguntarem o nome e ele responder os uruguaios caírem na gargalhada, porque a pronuncia ramon significa presunto em espanhol.

Renato, Vanessa, eu, Ramon e Alessandra













           Depois da boa conversa segui pelo litoral até Piriápolis, onde visitei o castelo de Píria, que era a casa do fundador da cidade, construção do século XIX muito bonita. A cidade também tem belas praias e algumas construções antigas.


           Após a visita continuei pelo litoral até Punta Del Este, onde tinham para ser visitados a Casa Pueblo e os dedos. Punta Del Este é uma cidade muito bonita, muitas mansões e carrões pelas ruas, muitos brasileiros também andam por lá, é sem dúvida um ótimo lugar pra passear com uma vida noturna agitada e muita gente bonita. Um dia ainda volto lá para ficar alguns dias só lagarteando.







 Casa Pueblo





A famosa ponte ondulada.

            Antes de passar a ponte fui obrigado a colocar a capa, segui até um posto de gasolina ali perto e abasteci a moto e aguardei a chuva passar usando o wifi ultra rápido dos caras, rápido mesmo, quando a chuva deu uma trégua segui e ao entrar na ruta que leva para a ruta 9 eu vi um bosque de pinus, entrei lá e montei o acampamento.