quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

5° dia de Las Palomitas-Arg a Yacuíba-Bol 530 km






Saímos de Las Palomitas e seguimos para a fronteira com a Bolívia, passamos por retas sem fim e sem posto também, tive que recorrer ao galão e em uma cidadezinha sem posto comprar gasolina em uma casa que nos foi indicada.




           Seguimos até Salvador Mazza na divisa com a Bolívia, matamos milhões de borboletas no caminho, chegando perto da aduana um argentino veio vender seguro pra entrar na Bolívia, desconfiei e fui lá ver se era necessário, era! Voltei e perguntei quanto era, o cara falou em U$50,00, achei muito caro, ficamos ali discutindo o que íamos fazer e o cara aporrinhando querendo fazer o seguro, ai perguntei quanto era em pesos, ele falou que era $400,00 pesos, mas logo voltou atrás e falou em $800,00 pesos, aí a casa dele caiu, se ele sabe quanto custa em pesos ele nunca podia falar em $400,00 pesos, desconfiamos e fomos procurar uma seguradora pra fazer, conseguimos com a ajuda de taxistas chegar ao um cara que vende seguros em uma casa, sem fachada, nos vendeu por $380,00 pesos, voltamos a aduana e quanto tínhamos tudo pronto para a revista já passavam das 21:00, tínhamos chegado lá eram unas 17:00.



        
 

        Durante a revista uma pomba defecou sobre a folha que a moça da aduana tinha que era da moto do Cleber, fazendo ele ter que imprimir novamente, depois das revistas fomos para Yacuiba, cidade do lado Boliviano, fizemos cambio e seguimos, já a noite pela cidade, fizemos o cambio logo depois da aduana.


           Achamos uma placa dizendo Pollo 5 Bs, uma pechincha, cada Bs custava R$0,57, paramos e pedimos um pra cada um e esperamos chegar pra ver o que era, sabia que era de frango, mas não sabia como e nem o tamanho, veio um prato com arroz, batata frita e um pedaço de frango. Ótimo!






            O Marcelo pediu mais dois pratos. Depois de comer seguimos para a estrada atrás de um camping, já que procurar lugar pra acampar no escuro é difícil. Na saída da cidade tinha um posto policial, parei pra me informar a respeito do camping e o policial achou que eu estava pedindo pra acampar ali e ele falou que podia. Beleza! Montamos ali o acampamento e dormimos por ali bem cuidados.